INFORMAÇÕES DIVERSAS

CAPAS SHF1 E SHF2 DE ACORDO COM A NEK-606

SHF1 x SHF2 (NEK-606)

A capa externa de um cabo é um componente muito importante. Protege o cabo de vários elementos físicos externos como temperaturas altas e baixas, óleo, pressão de água, fogo, radiação UV, água salgada e lama. O padrão Nek 606 qualifica dois tipos de capa externa: SHF1 e SHF2.

SHF1:  é um composto para uso em capa externa, temoplastico livre de halogênio e produz baixa fumaça toxica no caso de fogo.
SHF2: é um composto  para uso em capa externa, termoestavel crosslinked  livre de halogênio e produz baixa fumaça toxica no caso de fogo.
Há diferenças entre os dois tipos de compostos. A capa externa SHF1 é mais dura, a SHF2 é mais flexível. São usadas para diferentes aplicações e em diferentes locais. Por exemplo, SHF1 é utilizado em salas com equipamentos de ti, edifícios altos como hotéis, hospitais e sistemas de metrô. SHF2 é mais comum em plataformas e embarcações offshore.
Diferenças nas propriedades materiais de SHF1 e SHF2:
As capas externas dos cabos offshore precisam de ser mais fortes do que de qualquer outro cabo. Como mencionado e de acordo com o padrão Nek 606, os cabos offshore precisam suportar todos os tipos de agressões ambientais.
Além das diferenças acima mencionadas, há diferenças nas características materiais também. Depende de vários fatores tais como aspectos ambientais e tipos de aplicação, como definir se SHF1 ou SHF2 é a melhor escolha? A tabela abaixo descreve as diferenças características entre SHF1 e SHF2:
  SHF1 SHF2
Tipo de material Termoplastico livre de halogênio Elastômero livre de halogênio ou material termofixo
Características mecânicas após imersão em oleo quente
(IEC 60881-404)
Sem requisitos
100 ° c durante 24 horas:
  • ± 40% variação máxima na força elástica
  • ± 40% variação máxima no alongamento na ruptura
Teste a quente
(IEC 60811-507)
Sem requisitos
200°c  durante 15 minutos de tempo sob carga com tensão mecânica de 20 N/mm ²:
  • 175% de alongamento máximo sob carga
  • 25% Maximo alongamento permanente após arrefecimento
Teste de pressão sob alta temperatura
(IEC 60811-508)
80 °C, 4 a 6 horas sob carga dependendo do diâmetro do cabo:

  • 50% Deformação máxima permitida
Sem requisitos
Teste de choque térmico
(IEC 60811-509)
150 °C com 1 hora de duração Sem requisitos
Teste de resistência do ozônio
(IEC 60811-403)
(Teste alternativo método B pode ser usado)
Sem requisitos 25 ± 2 °C por 24 horas:

  • Max 0,025% a 0,030% concentração de ozônio (em volume)
Capa externa de SHF1 (aplicação):
O PVC é um material sintético que é usado frequentemente para capas externas, porem não é aceito porque contém cloro, que é um halogênio. Um substituto excelente é um composto HFFR (chama livre de halogênio/retardador) ou LSZH (Low Smoke Zero Halogen). Este material sintético satisfaz os requisitos da IEC 60092-539 para capas externas de SHF1. Em caso de incêndio, um composto LSZH não vai espalhar o fogo, ele não vai derreter/gotejamento e não causara fumaça preta grossa. E o mais importante, não emitirá gases tóxicos durante um incêndio.
Capa externa de SHF2 (aplicação):
O material sintético SHF2 é normalmente um elastômero multi-funcional. Este composto é capaz de resistir a altas temperaturas, óleo e condições meteorológicas adversas. Este material sintético satisfaz os requisitos da IEC 60092-539 utilizado nas capas externas. Indicado para  uso e aplicação na indústria offshore SHF2 produz uma quantidade mínima de fumaça em caso de um incêndio. O cabo não vai espalhar o fogo e não emite ácidos de halogêneo.
Distinção entre SHF1 e SHF2:
Até recentemente, a distinção entre os dois materiais não era muito clara. Na última versão (edição 5) da Nek 606 os requisitos e exigencias para  óleo e lama para capas externas (SHF2) foram atualizadas distinguindo um nível mínimo obrigatório e dois níveis opcionais de um desempenho mais elevado. Os níveis são divididos da seguinte forma:
  • Resistência mínima exigida ao óleo.
  • Maior resistência ao petróleo.
  • Resistência a lama